Igreja Católica Ortodoxa Hispânica


Resposta
da
IGREJA CATÓLICA ORTODOXA HISPÂNICA

a todas as falsas afirmações feitas contra si e seus clérigos, da parte do “arcebispo primaz”
da IGREJA APOSTÓLICA CATÓLICA ORTODOXA,
sr. Armando da Costa Monteiro

 

Acusações da Igreja Apostólica Católica Ortodoxa
para com Mons. Alfredo Mário Mingolla Montrezza
(Mar Valerian de Silio)

 

01º - Acusa-o de ser um falso bispo e auto-intitulado.
02º - Acusa-o de andar "desaparecido".
03º - Acusa-o de falta de falta de nobreza, assim como de falta de carácter moral e intelectual.

 

 

01º - Acusa-o de ser um falso bispo e auto-intitulado.

a) «FALSO BISPO PAULO LAUREANO E SEU ORDENANTE MINGOLLA -MONTREZZA»
b) «Consideramos importante aclarar que el Sr. Alfredo Mingolla-Montreza (aka Valerian de Silo) "Obispo" de la Iglesia Bielorusa Slava, (...) Desde hace unos meses esta totalmente desaparecido de los medios....agradeceremos a nuestros constantes informantes, sobretodo de España donde dicen ahora se encuentra nos sigan haciendo llegar sus reportes»
c) «O do centro é o famoso Katólicos Paulo Jorge Laureano, ordenado pelo falso "bispo" conhecido por Cariaga y Cariaga ou òsios de Córdoba e Por Alfredo Montrezza ou Valerian de Silo»
d) «É apostata ou hereje aquele que foge ao seu serviço e promessas como aconteceu com o senhor Paulo Jorge Laureano, que ao sair desta jurisdição sem comunicar com quem de direito se comportou como lobo vestido de ovelha; e que não é mais que uma figura virtual sem qualquer Sucessão Apostólica válida, vivendo de irregularidades como a sua reordenação numa comunidade presbiteriana e por um auto intitulado bispo chamado Alfredo Mário Mingolla-Montrezza, com o nome religioso de (Calerian de Silo) da Igreja Ortodoxa Bielorrussa Eslava»
e) «aND THEN wITH THE PSEUDO incardinated Archbishop Montrezza Argentine Alfredo, who consecrated "bishop" and that is no more than another "bishop" of the Belarusian italic - E, em seguida, com O PSEUDO incardinado arcebispo Montrezza argentino Alfredo, que consagrou "o bispo" e que é não mais do que um outro "bispo" da itálica bielorrusso»

Perante a acusação mentirosa e maledicente do sr. Armando Monteiro, em que se atreve a chamar de «falso bispo e auto-intitulado» a alguém que não conhece, cabe-nos repor a verdade.
S.E.R. Monsenhor Alfredo Mário Mingolla-Montrezza (Mar Valerian de Silio), está incardinado canonicamente na Igreja Ortodoxa Bielorrussa Eslava (Patriarcado Ortodoxo Bielorrusso Eslavo), desde o ano de 2001, tendo sido elevado a Arquimandrita com o título de «monsenhor», mediante a Bula Patriarcal Nº 0/206-14/10/2001 por S.S. Viktor Ivan Busa (Prof. Doutor Vittorio Giovanni María Busa), IIº Patriarca Ortodoxo Bielorrusso Eslavo, em 14 de Outubro de 2001 (ver DC-58), e em 17 de Dezembro de 2001 é nomeado Vigário Episcopal e representante oficial do Metropolita Mar Athanasios I (Luis António do Nascimento) para a República Argentina, por Decreto do Vigário Patriarcal (ver DC-59), sendo no mesmo dia nomeado por Decreto Especial da Metropolia Geral, representante oficial da Igreja Ortodoxa Bielorrussa Eslava (Patriarcado Ortodoxo Bielorrusso Eslavo) perante a Secretaria-Geral de Culto da República Argentina (ver DC-60).
Em 15 de Fevereiro de 2002 é designado Capelão Geral para a República Argentina, e em 05 de Setembro de 2002, é eleito e aprovado pelo Santo Sínodo Bielorrusso Eslavo, que mediante o Decreto Metropolitano Nº 007-2002-05/09/2002 é proclamado como primeiro Bispo-Eleito para a República Argentina, passando oficialmente a formar parte do Santo Sínodo da Igreja Ortodoxa Bielorrussa Eslava (Patriarcado Ortodoxo Bielorrusso Eslavo), comungando de toda a Canonicidade Bielorrussa Eslava.
Em 11 de Agosto de 2003, durante a primeira Visita Apostólica do Pró-Patriarca Bielorrusso, Sucessor ao Trono Patriarcal, Vigário Patriarcal e Metropolita Geral para a América e Itália, Primaz do Brasil, o Arcebispo Mar Athanasios I (Luis António do Nascimento), confirma a Monsenhor Alfredo Mario Mingolla-Montrezza em sua condição de Bispo-Eleito, autorizando o mesmo a utilizar o nome religioso de «Valerian de Silio», assim como agregar ao apelido paterno e materno, prévia modificação perante o Registo Nacional de Pessoas, passando a partir de agora a chamar-se Monsenhor Alfredo Mario Mingolla-Montrezza «Valerian de Silio».
S.E.R. Monsenhor Alfredo Mário Mingolla-Montrezza (Mar Valerian de Silio), recebe a Sagração Episcopal em 19 de Março de 2005, das mãos de S.B. Luiz António do Nascimento (Mar Athanasios), Arcebispo Primaz do Brasil da Igreja Ortodoxa Bielorrussa Eslava (Patriarcado Ortodoxo Bielorrusso Eslavo) (ver DC-21), sendo Co-Consagrantes: S.E.R. Mons. Óscar Arnedo Camino; e S.E.R. Mons. Alejandro Greco Dalochio, bispos válidos e legítimos, e com Mandato Apostólico de S.S. Viktor Ivan I Busa (Prof. Doutor Vittorio Giovanni María Busa), IIº Patriarca Ortodoxo Bielorrusso Eslavo. Em 21 de Março de 2005, recebe das mãos de S.E.R. Mons. Bruno Tinivelli Fangelli, fundador da Iglesia Misionera de Evangelización, Católica y Apostólica Nacional, a Re-Consagração Episcopal e a Transmissão da Sucessão Apostólica.
Assim sendo, lamentamos informar o sr. Armando Monteiro que S.E.R. Mons. Alfredo Mário Mingolla-Montrezza (Mar Valerian de Silio) não foi ordenado por Bispos auto-intitulados, como foi acusado o referido personagem, pelo Presidente da Conferência Episcopal Portuguesa, S.E.R. Dom José da Cruz Policarpo, Cardeal-Patriarca de Lisboa (ver RN-06), e sim por três Bispos válidos e legítimos, e de acordo com o Cán. 01 das Regras Apostólicas, que dizem: «Um bispo deve ser ordenado por dois ou três bispos», e o Bispo Gregorio (Grabbe) dá a seguinte explicação: «Os Bispos são os herdeiros da graça dos Apóstolos. Por sua autoridade espiritual são todos iguais entre si porque não são ordenados por uma pessoa em particular, senão em nome de todo o Episcopado. No Livro das Regras usa-se a expressão "ordenado" que pode significar também eleito, mas no texto grego diz-se que se lhes “impõem as mãos”. Desta maneira, a regra não fala de eleição, senão do Sacramento da Ordenação do Bispo, para o qual se necessitam de dois ou três bispos, como minimo», ao contrário do sr. Armando Monteiro, que foi ordenado ao "episcopado" em desacordo com o Cán. nº 01 das Regras Apostólicas, assim como ordenado ao "arquiepiscopado" pelo mesmo S.E.R. Dom Milton Cunha, Arcebispo Primaz do Brasil, assistido por um Bispo-Eleito que carece de Sucessão Apostólica, D. João de Santo Amaro (ver DC-06; DC-07; DC-08).
Que nome chamar àqueles indivíduos que foram ordenados e ordenam sozinhos, carecendo de um Colégio Episcopal? Esse não é o caso de S.E.R. Mons. Alfredo Mário Mingolla-Montrezza (Mar Valerian de Silio), nem dos Bispos da Igreja Ortodoxa Bielorrussa Eslava (Patriarcado Ortodoxo Bielorrusso Eslavo), nem da Igreja Católica Ortodoxa Hispânica.

Com Mons. José Ribamar Gonçalves Dias, em Brasília - Maio de 2000

Com Mons. Alberto Biondo, Cordoba, Argentina - 2005

Com S.E.R. Alejandro Greco Dalochio, príncipe-arcebispo, na Argentina - 2005

Com S.A.R. Sergio Jesus de San Marcelo Vasallo Paleologo Comneno, na Argentina - 2005

Com Mons. Bruno Tinivelli - 2006

Celebrando um Matrimónio em 04 de Março de 2006

Com S.E.R. Mons. Jorge A. Lacus, Bispo da Igreja Católica Nacional Argentina

Com S.E.R. Mons. Gorge Paulus Hanna

Com Bispos da Igreja Católica Nacional da Venezuela - Venezuela

Com Mons. Pablo Alvarez de Luna, da Iglesia Ortodoxa Hispana (Sevilla- España)

 

02º - Acusa-o de andar "desaparecido".

a) «Consideramos importante aclarar que el Sr. Alfredo Mingolla-Montreza (aka Valerian de Silo) "Obispo" de la Iglesia Bielorusa Slava, (...) Desde hace unos meses esta totalmente desaparecido de los medios....agradeceremos a nuestros constantes informantes, sobretodo de España donde dicen ahora se encuentra nos sigan haciendo llegar sus reportes»

Quando a falta de ética se junta ao diabólico gosto pela maledicência, como acontece com o sr. Armando Monteiro, o resultado é a mentira e a difamação de pessoas e com as quais nunca privou e que o mesmo só viu uma vez, numa pastelaria junto da Igreja de Stº António, em Lisboa, quando o indivíduo almoçava com o seu actual "Secretário de Estado" (Carlos - Daniel, novo sobrinho e actualmente já "ordenado bispo"), após as exéquias do Bispo Titular de Madarsuma e Auxiliar Emérito do Patriarcado de Lisboa, S.E.R. Dom António dos Reis Rodrigues, estando presentes S.B. Dom Paulo Jorge de Laureano (Mar Alexander I da Hispânea), Sr. Fernão Manuel Marques Gomes (Deposto e reduzido ao Estado Laical em 29 de Junho de 2015), e S.E.R. Mons. Alfredo Mário Mingolla-Montrezza (Mar Valerian de Silio). Nada foi perguntado, perante três dos visados acerca do que agora mente o caluniador.
Assim, sem sequer conhecer quem acusa, pois não o faria se o conhecesse como em boa-hora foi dado conhecê-lo a S.B. Dom Paulo Jorge de Laureano (Mar Alexander I da Hispânea), a Sr. Fernão Manuel Marques Gomes, a S.E.R. Dom Delberto Constantino Araújo de Aguiar, e a S.E.R. Dom Luis Manuel dos Reis Gonçalves, fazendo uso de mentiras que são veiculadas pelo website da Ordem Bonaria, assim como blogs de calúnias, semelhantes aqueles que o sr. Armando Monteiro usa para difamar os demais, vendo-se o desespero de alguém, um "príncipe de Tadmur", após serviços prestados, tais como as atitudes em igual grau de circunstância de certo “príncipe dinástico”, ora de "Lascaris", ora "Vatatze", ora "Kostamonte"-(eiro) tal o grau exibicionista que a ambos caracteriza.
Quando sem razão para tal, se coloca a fazer acusações infundadas acerca de S.E.R. Mons. Alfredo Mário Mingolla-Montrezza (Mar Valerian de Silio), acusando-o de estar «totalmente desaparecido», esquece o acusador que o digníssimo prelado nunca esteve escondido, antes pelo contrário. Assim, chamava a atenção para mais algumas fotografias que demonstram bem o quão "desaparecido" e "pseudo-incardinado" está S.E.R. Mons. Alfredo Mário Mingolla-Montrezza (Mar Valerian de Silio):

Com S.B. Dom Paulo Jorge de Laureano (Mar Alexander I da Hispânea), durante um almoço em Lisboa, em 09 de Setembro de 2012

Durante a Visita Canónica de S.B. Moran Athanasios I à Argentina, em Dezembro de 2012

03º - Acusa-o de falta de falta de nobreza, assim como de falta de carácter moral e intelectual.

a) «titulos "Nobres" ( Como Senhor de Taranto ou Lepanto, ou CONDE )Dados por um Senhor Italiano que mostram bem o carácter moral e intelectual de tal individuo»

Acusar alguém que não se conhece de falta de nobreza, assim como de falta de carácter moral e intelectual, como acontece com o sr. Armando Monteiro, chegam ao ponto de se esquecer da sua própria falta de carácter moral e intelectual, assim como dos princípios da "nobreza", de que afirma exageradamente descender. Porém, quem acusa os demais de falta de carácter moral, deveria ser possuidor de uma moral superior e sem mancha, mas parece que carece dessa autoridade moral para acusar seja quem for (ver RN-01; RN-02; RN-03; RN-04; RN-06; RN-24; RN-26; RN-27; RN-28; RN-35; RN-37; RN-38; RN-39; RN-40; RN-48).
Assim, gostaria de mostrar ao sr. Armando Monteiro alguns documentos que comprovam a nobreza de S.E.R. Mons. Alfredo Mário Mingolla-Montrezza (Mar Valerian de Silio), que unicamente ostenta os títulos eclesiásticos e nobiliarquicos, que lhe foram dados e aprovados devidamente por quem de direito. Nenhum dos mesmos foi elaborado, conferido e aprovado por quem o recebeu, ao contrário do que pode dizer o "principesco" sr. Armando Monteiro.
Vejamos:
01) - Doutor em Direito Canónico e Filosofia, na qualidade de Académico Honorário;
a) em 06 de Agosto de 2003 mediante Diplomas do “Patriarcal Ateneo São Marcos”, registos 050-03 e 050-04;
02) - Marques y Señor de Silio, Conde de Escalante (ver DC-65);
a) conhecido como Su Alteza Serenísima, Augusto Señor Marques don Valerian de Silio, Conde Soberano de Escalante, Señor Feudal y Feudatario;
b) em 06 de Setembro de 2003, pela Real Casa Ducal de Cantabria, Soberana de Asturias, Galicia y León, primada de España;
03) - Gran Principe de Brest (ver DC-66);
a) em 20 de Novembro de 2004;
b) pela Serenissima Casa Principesca Sciullo della Rocca;
04) - Membro da Standing Episcopal Conference of Orthodox Bishops (ver DC-64);
a) em 13 de Março de 2005, como Arcebispo de Buenos Aires - Argentina - Administrador Apostólico da América do Sul;
05) - Marqués de San Lorenzo (ver DC- 62);
a) em 25 de Junho de 2005 pela Casa Principesca y Ducal de Altai;
06) - Senatore Accademico (ver DC-61);
a) em 26 de Janeiro de 2006 pela Accademia Internazionale di San Vescelao;
07) - Membro do Holy Synod of North and South American (incardinação) (ver DC-63);
a) da American Orthodox Catholic Church, em 24 de Novembro de 2008.

Não será que o herético sr. Armando Monteiro deseja propositadamente manchar a reputação e o ministério do Arcebispo, como manchou a sua reputação e o seu ministério, encontrando-se por todas as suas práticas realmente EXCOMUNGADO à luz das Regras Apostólicas e dos Concílios Ecuménicos, e até mesmo dos seus pseudo-regulamentos "canónicos"?


Home / Comunicados da Sé Apostólica / Biografias Gerais / Canonicidade Bielorrussa Eslava


Última actualização deste Link em 29 de Junho de 2015