Igreja Católica Ortodoxa Hispânica


Resposta
da
IGREJA CATÓLICA ORTODOXA HISPÂNICA

a todas as falsas afirmações feitas contra si e seus clérigos, da parte do “arcebispo primaz”
da IGREJA APOSTÓLICA CATÓLICA ORTODOXA,
sr. Armando da Costa Monteiro

 

Acusações da Igreja Apostólica Católica Ortodoxa
para com a Igreja Católica Ortodoxa Hispânica

 

01º - Acusa-nos de sermos uma "seita" disfarçada de Ortodoxia.
02º -
Acusa-nos de não sermos uma válida Jurisdição Ortodoxa.
03º -
Acusa-nos de não termos potestade canónica sobre o clérigo Humberto Jorge Pereira Rolo.
04º -
Acusa-nos de termos canonizado ao Metropolita Dom João Gabriel I de Portugal, Arcebispo Primaz da Igreja Católica Ortodoxa de Portugal, de uma maneira indigna.
05º -
Acusa-nos de por nossas declarações lesarmos o bom nome da Igreja Apostólica Católica Ortodoxa.
06º -
Acusa-nos de nos ter sido recusado um programa.

 



01º - Acusa-nos de sermos uma "seita" disfarçada de Ortodoxia.

a) «Seita com disfarce de Ortodoxia!!!! IGREJA CATÓLICA ORTODOXA HISPÂNICA»

Acerca de uma mentira entre tantas do sr. Armando Monteiro, esta é quase surpreendente, pois toca dois pontos: a ignorância do indivíduo e a prepotência do quem se crê “sucessor dos apóstolos”, quando malevolamente acusa uma Jurisdição Canónica de "seita", usando prepositadamente o termo "seita" num sentido depreciativo.
Ora, esquece o mesmo indivíduo em questão que a Jurisdição Canónica - IGREJA CATÓLICA ORTODOXA HISPÂNICA - não é um grupo dissidente de sua herética e apóstata comunidade, nem nossa crença (doutrina) difere em nada da SANTA DOUTRINA professada por todas as Igrejas Ortodoxas, incluindo aquela a que o sr. Armando Monteiro diz pertencer a sua comunidade eclesial (Igreja Católica Ortodoxa Americana), pelo que só podemos entender o uso do termo empregue no seu sentido pejorativo.
Não somos dissidentes de nenhuma Igreja Ortodoxa, visto as anteriores comunidades eclesiais dos membros fundadores da Igreja Católica Ortodoxa Hispânica nada terem de ORTODOXAS. Porém, ignora completamente o sr. Armando Monteiro, apesar dos hipotéticos bacharelatos, licenciaturas e doutoramentos que apregoa possuir (ver RN-03; RN-05; RN-25), que os cristãos (espero que o mesmo se considere como tal) são chamados de SEITA no Livro dos Actos dos Apóstolos (9,2), (24,5), (24,14), (28, 22). Neste sentido todos nós - cristãos -, seja qual for a sua ramificação somos uma seita...

Sagração Episcopal de S.B. Mons. Dom Paulo Jorge de Laureano (Mar Alexander I da Hispânea), dentro da Igreja Católica Ortodoxa Hispânica (Patriarcado Ortodoxo Bielorrusso Eslavo), em 06 de Agosto de 2006

Ordenação Presbiteral de Sr. Fernão Marques Gomes (Deposto e reduzido ao Estado Laical em 29 de Junho de 2015), dentro da Igreja Católica Ortodoxa Hispânica (Patriarcado Ortodoxo Bielorrusso Eslavo), em 22 de Outubro de 2006

Sagração Episcopal de Sr. Fernão Marques Gomes, dentro da Igreja Católica Ortodoxa Hispânica (Patriarcado Ortodoxo Bielorrusso Eslavo), em 20 de Maio de 2007

Concelebração Eucaristica em Lisboa, sob a presidência de S.B. Mons. Dom Paulo Jorge de Laureano (Mar Alexander I da Hispânea), por ocasião da visita de S.E.R. Mons. Alfredo Mingolla-Montrezza (Mar Valerian de Silio), Arcebispo de Buenos Aires, Argentina, da Igreja Ortodoxa Bielorrussa Eslava (Patriarcado Ortodoxo Bielorrusso Eslavo). Legenda da foto: S.E.R. Mons. Alfredo (esqª), S.E.R. Dom Delberto Araújo de Aguiar, S.B. Mons. Dom Paulo, S.E.R. Dom Luis Reis Golçalves, Sr. Fernão Gomes, e Mons. Álvaro Duarte

02º - Acusa-nos de não sermos uma válida Jurisdição Ortodoxa.

a) «Diz-se da Igreja Católica Ortodoxa mas foi expulso da mesma»
b) «CHURCH PSEUDO Belarus - KNOW THE LORD Jorge Paulo Laureano (MAR ALEXANDER I Hispania) that says Hispania ARCHBISHOP OF CHURCH PSEUDO Belarus, based in Italy, there is a real Orthodox Church, because Belarus is under the command of the Moscow Patriarchate - Igreja PSEUDO Bielorrússia Sabe O senhor Jorge Paulo Laureano (MAR ALEXANDER I Hispânia) que diz que Hispânia Arcebispo da Igreja PSEUDO Bielorrússia com base na Itália, há uma verdadeira Igreja Ortodoxa, porque a Bielorrússia está sob o comando do Patriarcado de Moscou...»
c) «Dizem que são Ortodoxos, mas as vestes são da Igreja Romana»

Tendo com a mentira a mais perfeita intimidade, volta o sr. Armando Monteiro a afirmar que a nossa Jurisdição Canónica não pode representar a Igreja Ortodoxa, pois os seus membros teriam sido “excomungados” e "expulsos" da mesma, ou seja, teriam sido excomungados e expulsos pelo "arcebispo" apóstata e herético Armando Monteiro. Pensa este indivíduo em toda a sua loucura, arrogância, maledicência e mesquinhez, que é o máximo representante da IGREJA ORTODOXA EM PORTUGAL, quando afirma mentindo com todos os dentes, ser o «verdadeiro arcebispo católico ortodoxo de Portugal», quando unicamente é o "arcebispo primaz" da sua comunidade eclesial que de ortodoxa nada tem (ver RN-01; RN-02; RN-03; RN-09; RN-21; RN-24; RN-42). Esquece prepositadamente a existência de S.B. Dom João I de Portugal, Arcebispo Metropolita Primaz da Igreja Católica Ortodoxa de Portugal, e legítimo sucessor de S.B. Dom João Gabriel (Dr. Eduardo Henrique Pinto da Rocha), de Santa Memória; assim como S.E.R. Dom Delberto Araújo de Aguiar, Arcebispo de Lisboa e Primaz da Igreja Apostólica Luso-Hispânica (Patriarcado Ortodoxo Bielorrusso Eslavo), assim como S.E.R. Mons. Hilaryon Rudnik, Bispo Auxiliar do Arcebispo Epiphanios, Metropolita de Portugal e Espanha, do Patriarcado Ecuménico de Constantinopla, e outros bispos ortodoxos em Portugal...
Deve estar a confundir a IGREJA ORTODOXA em seu todo, com a sua comunidade eclesial! A que ponto chega a cegueira deste senhor!...
Assim, podemos afirmar com verdade que somos Ortodoxos, e que temos como Igreja-Mãe, a Igreja Ortodoxa Bielorrussa Eslava (Patriarcado Ortodoxo Bielorrusso Eslavo) (ver DC-34).
Por outro lado, é engraçado verificar que o sr. Armando Monteiro que nos acusa, a posteriori use textos do website desta Jurisdição Canónica como se fossem seus, chegando a publica-los nos seus blogs, como aconteceu com o texto "Porque Somos Católicos Ortodoxos", mas aonde se esquece de apagar o nome "Igreja Católica Ortodoxa Hispânica" (ver RN-97); noutras ocasiões usa as fotos como se fosse ele próprio o autor delas.

(Enter)

Fotos publicadas no website da Igreja Católica Ortodoxa Hispânica

03º - Acusa-nos de não termos potestade canónica sobre o clérigo Humberto Jorge Pereira Rolo.

a) «Qualquer declaração contra o sentido da sentença proferida por quem de direito e que tenha sido emitida por quem não possuia nenhuma potestade canónica sobre o referido clérigo é falsa e lesa o bom nome da Pessoa Colectiva Religiosa, Igreja Apostólica Católica Ortodoxa(devidamente registada como tal)»

O Sr. Padre Humberto Jorge Pereira Rolo, abandonou a comunidade eclesial - Igreja Apostólica Católica Ortodoxa - de forma voluntária, em Agosto de 2011, pelo que se entende uma auto-exclusão prevista nos Estatutos (ver DC-01), da comunidade eclesial presidida pelo sr. Armando Monteiro, reconhecidos pelo Estado Português. Assim, tendo em atenção a penosa situação que conduziu à auto-exclusão da Comunidade Monástica e Paroquial de São Jorge de Coimbra, da obediência da Igreja Apostólica Católica Ortodoxa na figura do seu "arcebispo primaz", por decisão tomada depois de ouvidos os Monges e os Fiéis presentes em Assembleia Geral e lavrado em Acta, e o referido na alinea b) do Decreto Primacial A120 (ver DC-35), em que, de acordo com o Cánone 575 § 2, do Código de Direiro Canónico da Igreja Católica Ortodoxa Hispânica, o clérigo, Sr. Padre Humberto Jorge Pereira Rolo foi recebido como Presbítero e Incardinado na Arquidiocese Primacial de Lisboa, visto não ter esta Jurisdição Canónica conhecimento até à data de quaisquer decreto, declaração ou comunicado de pena canónica válida pendente sobre o referido clérigo e, que, por não ser reconhecido por esta Jurisdição Canónica nenhum Sacramento ou Sacramental emanado da sua anterior comunidade eclesial (ver DC-33), ou seja, a associação Igreja Apostólica Católica Ortodoxa, proceder-se-ia à sua Ordenação Presbiteral, a fim de suprir alguma deficiência e garantir a validade de todos os seus actos ministeriais, suprindo a Igreja qualquer irregularidade ou invalidade até então. Pelo que, à data do referido papel (não passa disso mesmo) de 27 de Outubro de 2011, o referido clérigo não podia estar unido ao "arcebispo" herético nem à sua comunidade eclesial.
Desta forma, e segundo se prova, o referido clérigo está sob a Autoridade Apostólica da Igreja Católica Ortodoxa Hispânica e não sob a pretensa "autoridade" do sr. Armando Monteiro, pelo que o mesmo mente descaradamente quando o afirma.

04º - Acusa-nos de termos canonizado ao Metropolita Dom João Gabriel I de Portugal, Arcebispo Primaz da Igreja Católica Ortodoxa de Portugal, de uma maneira indigna.

a) «Sua Beatitude Dom Gabriel I (+1998) que foi um santo homem, foi Canonizado a maneira deles!»

Gostava de referir que o Metropolita São João Gabriel I de Portugal (Dr. Eduardo Henrique Pinto da Rocha), Arcebispo Primaz da Igreja Católica Ortodoxa de Portugal, foi efectivamente CANONIZADO pela nossa Jurisdição Canónica, pelo Decreto Primacial A048/GP, de 06 de Julho de 2005 (ver DC-47), segundo as normas canónicas vigentes em nossa Jurisdição Canónica e com a aclamação dos fiéis, por ter sido o grande reformador da Santa Ortodoxia na Península Ibérica.

05º - Acusa-nos de por nossas declarações lesarmos o bom nome da Igreja Apostólica Católica Ortodoxa.

a) «Qualquer declaração (...) é falsa e lesa o bom nome da Pessoa Colectiva Religiosa, Igreja Apostólica Católica Ortodoxa...»

No tocante a qualquer pretensa-declaração ou sentença emitida por tal indivíduo a respeito desta Santa Igreja Católica e Apostólica, não está submetida a nenhum Direito, muito menos Canónico, dada a inexistência de vínculo de qualquer natureza, pecando portanto por nulidade absoluta. Por outro lado, todas as nossas declarações são a resposta clara ás mentiras e difamações que sobre nós são lançadas pelo sr. Armando Monteiro.

06º - Acusa-nos de nos ter sido recusado um programa.

a) «FUJAM DESTA VIRAL  PERSONAGEM, que até queria um programa na RTP 2 o que lhe foi recusado. PORQUE TERÁ SIDO?»

Efectivamente, quando se tem falta de memória ou memória-curta, como acontece com o sr. Armando Monteiro, em vez de alguma iluminação e bom-senso acabam por se crerem possuidores de uma moral irrepreensível, o que faz com que acabem por faltar à verdade, mentindo. Desta vez, o indivíduo esquece deliberadamente quando a anterior Comissão de Tempo das Confissões Religiosas na RTP em 2003, sob a coordenação do Dr. Mário Mota Marques (Comunidade Bahai), e sendo membros: o Padre Alexandre Bonito (Igreja Ortodoxa Grega), S.E.R. Dom Theodoro (Igreja Ortodoxa de Portugal), o Cónego António Rego (Igreja Católica Romana), Dom Fernando Luz Soares (Mosaico Ecuménico), o Dr. José Manuel Dias Bravo, Juiz Conselheiro (Aliança Evangélica Portuguesa), etc, que por factos de conhecimento público tentaram interditar o usufruto do tempo de antena, à comunidade eclesial - Igreja Apostólica Católica Ortodoxa.
Por outro lado, o Registo de Pessoas Colectivas Religiosas recusou o pedido de registo apresentado pela Igreja Apostólica Católica Ortodoxa, na pessoa do sr. Armando Monteiro, que inconformado com a decisão proferida, interpôs recurso de impugnação judicial, alegando, em síntese, que, desenvolve uma actividade conforme com os limites constitucionais da liberdade religiosa e que a sua inscrição tornou-se obrigatória nos termos do art. 1º da LLR, porquanto o despacho de recusa foi proferido mais dois anos depois da entrega do requerimento de inscrição (http://tribunal-relacao.vlex.pt/vid/-55314773).
Porque terá sido???

Aconselha o bom senso não ousar tecer comparações entre esta Jurisdição Canónica - Igreja Católica Ortodoxa Hispânica - e demais comunidades eclesiais mesmo naquelas em que a vida comunitária seja inexistente, salvaguardando aquelas que vivenciam contra todas as vicissitudes a sua FÉ, e tal não é o caso da comunidade eclesial do referido senhor, nem mesmo quando se fala de pertencer à Santa Ortodoxia.



Home / Comunicados da Sé Apostólica / Biografias Gerais / Canonicidade Bielorrussa Eslava


Última actualização deste Link em 29 de Junho de 2015