Sr. Rui Manuel Batista de Assunção

(Reduzido ao Estado Laical e Excomungado)

 

O Sr. Rui Assunção nasceu em 04 de Março de 1981, no seio de uma família católica romana. Em 2005 ingressa na Igreja Apostólica Católica Ortodoxa, presidida pelo herérico "arcebispo primaz" Sr. Armando da Costa Monteiro. Em 01 de Novembro do mesmo ano, participa como acólito na herética "ordenação presbiteral" do Frei Humberto Jorge Pereira Rolo, recebendo no mesmo ano das mãos do mesmo sr. Armando da Costa Monteiro a herética "consagração monástica".

Ritos de "ordenação"

"Consagração monástica"

Durante o ano de 2006 lançam-se as bases do futuro Priorado de São Jorge, por motivo dos monges ainda presentes na Igreja não admitirem ter um mosteiro da Ressurreição em título e não em edifício, tal era a triste realidade na época. Apesar do apoio inicial do "arcebispo", foi efémero o apoio na fundação, manifestando uma violenta oposição que como consequência fez três dos futuros monges abandonarem a comunidade, ficando reduzidos a dois. Assim, o Frei Humberto Rolo e o então Frei Rafael (Rui Manuel Batista de Assunção) fundaram em Dezembro de 2007 em São Frutuoso, Coimbra, o Priorado dos Clérigos Regulares de São Jorge sob a Regra de Santo Agostinho.
Apesar do abandono a que foram votados pelo "arcebispo" e fiéis a ele aliados, apesar das tentativas de que a obra fracassasse, a obra monástica triunfou. Durante os anos de 2008-2010, foi uma lenta agonia nas relações Lisboa – Coimbra, nunca se manifestando da parte do "arcebispo" a mínima vontade de visita ou reconhecimento da obra dos seus monges.
Em Julho de 2011 foi realizada uma última tentativa de reconciliação, mas completamente infrutífera, mostrando-se o "arcebispo" sr. Armando Monteiro irredutível nas suas posições. Perante tal situação, o Padre Prior Humberto pediu uma reunião com o Arcebispo Primaz Katholikos e Presidente da Igreja Católica Ortodoxa Hispânica, na qual esteve presente, para uma possível admissão da comunidade na sua jurisdição canónica, o que se veio a realizar ainda durante o mês de Agosto.

Durante a Visita Canónica à Comunidade de São Frutuoso, entre 29 de Outubro e 01 de Novembro de 2011, do Arcebispo Primaz Katholikos e do Vigário Primacial, recebeu a Consagração e Tonsura Monástica dentro da Ordem Monástica de São Basílio no dia 30 de Outubro, das mãos de S.B. Dom Paulo Jorge de Laureano (Mar Alexander I da Hispânea), na qual escolheu o Nome Religioso de Rafael I da Hispânea, sendo na mesma tarde ordenado ao Diaconado juntamente com o seminarista Paulo Jorge Ribeiro Figueiredo, das mãos do Sr. om Fernão Marques Gomes (Deposto e reduzido ao Estado Laical em 29 de Junho de 2015), então Arcebispo Titular de Tarso e Vigário Primacial, sendo assistente o Arcebispo Primaz Katholikos.

Tonsura Monástica

Nome Religioso

Ordenação Diaconal

Em 13 de Outubro de 2011, a pedido do Reverendíssimo Dom-Prior Humberto Jorge Pereira Rolo (André I da Hispânea), Superior Maior do Mosteiro Católico Ortodoxo de São Jorge Mártir, e de acordo com o Artº 19, B) e C), e Artº 30 dos Estatutos, foi Expulso da Ordem Monástica, pelo Decreto Primacial A144/GP.

Decreto


Na mesma data, 13 de Outubro de 2011, foi Reduzido ao Estado Laical e recebeu a Excomunhão Maior, pelo Decreto Primacial A145/GP.

Decreto

Os presentes decretos Primaciais foram lidos publicamente perante o clero e fiéis presentes, dando conhecimento dos mesmos ás autoridades civis e religiosas.

 

Arcebispo de Lisboa e Primaz Katholikos
S.B. Dom ++ Paulo Jorge de Laureano – Vieira y Saragoça
(Mar Alexander I da Hispânea)



Home / Biografias Gerais / Decretos Primaciais


Última actualização deste Link em 29 de Junho de 2015