Reverendíssima Madre Abadessa Maria da Conceição Mendes Horta

 

A Madre Maria da Conceição Mendes Horta é mais conhecida como a “Santa da Ladeira”. No início do Culto, a vidente tentou a aprovação da Igreja Católica Apostólica Romana, através de Dom Manuel Gonçalves Cerejeira, Cardeal Patriarca de Lisboa, que nunca aprovou o seu culto. Na década de 70, S.B. Dom João Gabriel I de Portugal, Arcebispo Metropolita Primaz da Igreja Católica Ortodoxa de Portugal, aprovou as aparições da Ladeira do Pinheiro e da sua vidente Maria da Conceição. Mais tarde, a Madre Maria construiu a Catedral Santuário de Nossa Senhora das Graças, onde ficou sepultado S.B. Dom João Gabriel, quando da sua morte em 18 de Janeiro de 1997. Esse Sagrado Templo, foi consagrado pelo seu sucessor, S.B. Dom João I de Portugal, Metropolita Primaz da Igreja Católica Ortodoxa de Portugal.

S.B. Dom João presidindo à Divina Liturgia da Consagração do Santuário de Nossa Senhora das Graças, na Ladeira do Pinheiro

No ano 2000, a Madre Maria foi excomungada juntamente com todo o clero e fiéis que ficaram unidos a S.B. Dom João I, por S.B. Sawa de Varsóvia, Metropolita da Igreja Ortodoxa Autocéfala da Polónia, de quem dependiam canonicamente como uma Província Eclesiástica. Dom António José da Costa Raposo, Arcebispo Primaz da Igreja Apostólica Episcopal Portuguesa, começou pelos finais de 1999 a celebrar o seu culto na Ladeira do Pinheiro e a fazer excursões para lá, aprovando dessa forma pelos seus actos o culto que ali se realizava. Mais tarde, o S.B. Dom João I, abandonou a Ladeira do Pinheiro com alguns Bispos e Sacerdotes, excomungando a Madre Maria da Conceição, aquela que durante anos havia ajudado financeiramente a sua Igreja. Poucos dias depois, em 10 de Agosto de 2003, a Madre Maria faleceu no Hospital de Torres Novas, vítima de paragem cardio-respiratória. Contava 72 anos de idade. Foi sepultada na Catedral Santuário de Nossa Senhora das Graças, sendo o rito fúnebre presidido pelo Arquimandrita Estevão da Costa, que posteriormente uniu a Ladeira do Pinheiro à Igreja Ortodoxa Búlgara, na qual recebeu a Sagrada Ordenação Episcopal, ficando como Bispo Metropolita de Torres Novas. Dom António Raposo, como seu devoto, esteve presente no seu funeral, tendo sido um dos habituais frequentadores do Sagrado Templo, mas sem ter conseguido atingir os seus fins, pelo que abandonou aquele culto.

 

Arcebispo Primaz Katholikos

S.B. Dom ++ Paulo Jorge de Laureano – Vieira y Saragoça
(Mar Alexander I da Hispânea)


Home / Biografias Gerais


Última actualização deste Link em 01 de Outubro de 2009