S.S. Petros VII

 

O Patriarca de Alexandria, Petros VII, (55 anos) um dos mais importantes líderes da Igreja Ortodoxa, morreu em um acidente de helicóptero no Mar Egeu, que vitimou outras 16 pessoas. Sua Beatitude o Arcebispo Cristodoulous, Primaz da Igreja Ortodoxa Grega, declarou estar profundamente triste com o acidente que ocorreu entre Atenas e o Monte Athos, no norte da Grécia - um dos locais mais sagrados do cristianismo Ortodoxo. Sua Santidade o Patriarca Petros VII, visitaria pela primeira vez o Monte Athos. O Governo grego confirmou a morte do Patriarca, que era um dos três maiores hierarcas da Igreja Ortodoxa no mundo e líder espiritual dos cristãos Ortodoxos da África. O Patriarcado de Alexandria e da África é um dos três mais antigos do mundo, ao lado de Antioquia (na Síria) e Roma. O Patriarcado de Alexandria foi estabelecido no ano 42 por São Marcos, o Evangelista, e foi um dos principais centros do cristianismo primitivo e da ortodoxia - disse o padre e teólogo cipriota Costas Kyriakides, que acrescentou falando do Patriarca: "Era muito activo no trabalho missionário de campo em lugares como Quénia e Uganda". Um porta-voz do Governo, Theodoros Roussopoulos descreveu sua morte como "uma grande perda para a Ortodoxia", exaltando o "brilhante trabalho humanitário feito na África" do bispo de 55 anos. Ele declarou também que, neste sábado, o governo fará um minuto de silêncio em tributo à Sua Beatitude. Dezesseis outras pessoas estavam a bordo do helicóptero Chinook do exército grego: o irmão do Patriarca Georges Papapetrou, três bispos metropolitanos (o Metropolita de Pilousios Irineus, o Metropolita Kartaginês Crisóstomos, e o bispo de Madagascar Nektários) e outros três prelados ortodoxos (o arquimandrita Arsênios, Abade da Abadia Santa Maxairá, o arquimandrita Kallistratos e o diácono Nectários Kontogiorgos), assim como cinco outros tripulantes e quatro civis gregos. O chefe da junta militar do exército grego, Nikolaos Douvas, disse que as equipes de resgate estavam retirando os corpos que foram encontrados flutuando no mar entre os destroços, a 5,5 milhas náuticas da península de Halkidiki, onde está localizado o Monte Athos. O helicóptero desapareceu dos radares após deixar Atenas, às 9:30 h da manhã. Sua chegada no Monte Athos estava prevista para meio-dia, segundo o porta-voz da Força Aérea, Constantinos Prionas. Seu último contato com o departamento de aviação foi às 11h10 da manhã, quando o piloto avisou que estava perdendo altitude, a aproximadamente 10 milhas náuticas da península de Halkidiki. As forças armadas enviaram um helicóptero e duas aeronaves para participar da operação de resgate. Uma fonte militar disse que é praticamente certo que a queda tenha sido acidental, mas suas causas ainda são desconhecidas. O Patriarca faria sua primeira visita oficial à república monástica semi-autônoma de Monte Athos, um dos centros do Cristianismo Ortodoxo, desde que assumiu o Patriarcado em 21 de Fevereiro de 1997. O Patriarca Petros VII era muito respeitado por seu trabalho em melhorar as relações com as igrejas Copta e Católico-Romana, bem como por seu compromisso humanitário com a África. Fluente em árabe e inglês, ele assumiu várias funções na Igreja Ortodoxa de Alexandria e toda a África antes de ser eleito Patriarca. Sua Beatitude Pedro VII nasceu na vila de Sichari, no Chipre, em 03 de Setembro de 1949. Em 1966 ele foi enviado do Mosteiro de Macheras para o Seminário "Apóstolo Barnabé" em Nicósia, onde se formou em 1969. Em Agosto desse mesmo ano, ele foi ordenado diácono no Mosteiro de Macheras por Dom Crisóstomo - então Bispo de Constância e actual Arcebispo do Chipre. Em Dezembro de 1970, ele recebeu um convite do Patriarcado de Alexandria, onde serviu como diácono de Sua Santidade Nicolau VI, Papa e Patriarca de Alexandria até Setembro de 1974. Sua Santidade deu-lhe uma bolsa de estudos para o Colégio Averof de Alexandria, onde ele se formou em 1974. No mesmo ano, o Patriarca conseguiu-lhe uma bolsa de estudos junto ao Ministério de Relações Exteriores da Grécia, e o futuro Patriarca foi enviado para a Escola de Teologia de Atenas, graduando-se em 1978. Em 15 de Agosto de 1978, por ordem do Patriarca de Alexandria, Pedro foi ordenado Presbítero no Mosteiro de Pentelis. Durante seus estudos, ele serviu na Igreja de São Esperidião em Stadiou, Atenas. Em 6 de Dezembro de 1978 ele foi promovido a Arquimandrita por Sua Beatitude, o Patriarca Nicolau VI, na Catedral de São Nicolau, no Cairo, e ao mesmo tempo, foi escolhido como Vigário Patriarcal responsável pelos escritórios do Patriarcado na cidade do Cairo. Em outubro de 1980, o Patriarca Nicolau o enviou para a África do Sul, onde o então Metropolita de Johannesburgo, Paulo, o designou como pároco da recém construída Igreja da Panaghia Pantanassa. Ao mesmo tempo, ele recebeu o título de Vigário Geral da Metropolia. Em Julho de 1983 o Sínodo do Patriarcado de Alexandria e toda a África o elegeu, por unanimidade, Bispo da Babilónia, também nomeando-o como Vigário Patriarcal do Cairo. Em 15 de Agosto de 1983, a pedido do Patriarca de Alexandria, Pedro foi consagrado Bispo no Mosteiro de Macheras, no Chipre, pelo Arcebispo do Chipre, Sua Beatitude Crisóstomo, tendo como co-celebrantes Suas Eminências Paulo de Johannesburgo, Timóteo da África Central e Crisóstomo de Kition. Em 14 de Junho de 1990, com aprovação de Sua Santidade Partênio III, então Papa e Patriarca de Alexandria e toda a África, ele foi eleito por unanimidade Metropolita de Acra e da África Ocidental. Em Outubro de 1991, Sua Santidade Partênio III o designou como Exarca Patriarcal da Arquidiocese de irinópolis - África Ocidental (que engloba Quénia, Uganda e Tanzânia), posto que ocupou até o início de Dezembro de 1994. Durante a reunião do Sínodo em Novembro daquele ano, ele foi nomeado Metropolita de Camarões e da África Ocidental. Sua Santidade, o Patriarca Pedro VII posteriormente estudou Missiologia em Dublin, Irlanda. Ele sempre foi um homem fiel e dedicado ao Patriarcado de Alexandria e à Igreja Ortodoxa, e sempre incentivou o trabalho missionário da Igreja Ortodoxa na África. O Patriarca participou de encontros inter-denominacionais e pan-Ortodoxos como representante do Patriarcado de Alexandria (Concílio das Igrejas do Oriente Médio, Pan-Africano, Pan-Ortodoxo, etc.). Ele falava fluentemente grego e inglês e conhecia bem o francês e o árabe. Ele foi amigo íntimo de seu antecessor, Sua Santidade Partênio III, a quem acompanhou em diversas visitas oficiais e pastorais. O Papa e Patriarca de Alexandria e toda a África, Sua Santidade Pedro VII, foi eleito pelo Santo Sínodo em 21 de Fevereiro de 1997, e a cerimónia de sua entronização na antiga Santa Sé de Alexandria ocorreu em 9 de Março do mesmo ano. Estava profundamente envolvido em acções humanitárias na África e, além de tudo, era um diplomata renovado. Ele conseguiu grande autonomia para a Igreja de Alexandria com o governo maometano do Egipto.

 

Arcebispo Primaz Katholikos

S.B. Dom ++ Paulo Jorge de Laureano – Vieira y Saragoça
(Mar Alexander I da Hispânea)


Home / Biografias Gerais


Última actualização deste Link em 01 de Outubro de 2011